Como adquirir material certificado RTRS

O material certificado RTRS pode ser adquirido de duas formas:

Créditos

A produção de soja é auditada e verificada por órgãos de certificação acreditados internacionalmente em nível do estabelecimento agrícola, segundo critérios econômicos, sociais e ambientais.
Garante-se a sustentabilidade

Material físico

Cada ator da cadeia de suprimentos, começando pela produção, foi auditado e verificado por órgãos de certificação acreditados internacionalmente.
Assegura-se a traçabilidade

Por qué adquirir soja RTRS?

  • Zero desmatamento / Zero conversão
    O Padrão RTRS de Produção de Soja Responsável garante zero desmatamento e zero conversão na produção de soja.
  • Condições de trabalho e relações com a comunidade adequadas
    A soja certificada RTRS cumpre altos requerimentos de bem-estar social e trabalhista.
  • Impacto tangível e concreto
    Traz benefícios ao processo produtivo, ao meio ambiente e à qualidade de vida das pessoas.
  • Abastecimento sustentável
    O aumento da produção de soja certificada RTRS continua crescendo todos os anos.
  • Diversificação e transparência
    Existe uma ampla variedade de padrões de certificação de acordo com as necessidades de cada empresa.

Créditos RTRS

Após a certificação conforme o Padrão RTRS de Produção de Soja Responsável, o produtor recebe créditos equivalentes ao volume de produção de soja certificada (1 tonelada de soja certificada RTRS é equivalente a 1 crédito).
As organizações que desejam apoiar a produção e o abastecimento de soja responsável e equilibrar o impacto do consumo de soja utilizado em seus produtos podem adquirir créditos.

Para obter a certificação de produção de soja responsável RTRS o produtor deve cumprir com 106 indicadores obrigatórios e de implantação progressiva, reunidos em cinco critérios:

• Cumprimento legal e boas práticas empresariais
• Condições de trabalho responsáveis
• Relações responsáveis com a comunidade
• Responsabilidade ambiental
• Boas práticas agrícolas

1 tonelada de soja certificada equivale a 1 crédito RTRS.

As organizações que decidirem adquirir créditos RTRS têm a possibilidade de fazê-lo por província/estado ou país.

Esta ferramenta permite ao mercado de soja identificar a região ou país de origem dos créditos RTRS e outorga maior transparência à cadeia da soja.
Por que créditos regionais?
  • Para dar apoio aos produtores de uma região em particular, investindo e, portanto, contribuindo para a produção responsável, e também para criar uma massa crítica de material certificado RTRS.
  • Para conectar e construir o diálogo entre a oferta (produtores) e a procura (marcas, supermercados, traders, entre outros), possibilitando as relações sustentáveis.
  • Porque é uma oportunidade para que as organizações contribuam de forma concreta para as boas práticas agrícolas e a conservação dos bosques e terras naturais nos países onde há produção de soja.
  • Para acompanhar uma possível transição dos créditos regionais para a aquisição de soja física, em escala regional.

Mapa mundial dos créditos RTRS/ Produtores certificados RTRS

Conozca a los Productores Certificados RTRS

Os produtores certificados pelo Padrão RTRS de Produção Responsável que tiverem cumprido os requisitos para a produção de soja não-OGM no estabelecimento recebem créditos equivalentes ao volume de produção de soja não-OGM certificada.

Este modelo permite ao mercado apoiar a produção de soja não-OGM através da aquisição de créditos RTRS não-OGM, mas não permite obter a soja não-OGM fisicamente.

1 tonelada de soja não-OGM = 1 crédito RTRS não-OGM

Nos países em que o uso de Paraquat for permitido por lei na produção agrícola, os produtores deverão pôr em prática um programa de redução progressiva até o final do prazo para sua eliminação total.

O mercado tem a possibilidade de adquirir créditos RTRS não-Paraquat durante o período correspondente a sua redução gradual, que finaliza no dia 1 de janeiro de 2021.

1 tonelada de soja não-Paraquat = 1 crédito RTRS não-Paraquat

Material físico certificado RTRS

Para adquirir o material físico certificado RTRS é necessário que toda a cadeia de suprimento esteja certificada com o Padrão RTRS de Cadeia de Custódia (CdC), a fim de asegurar que a soja provenha de fontes certificadas.

O padrão para a Cadeia de Custódia estabelece os requisitos dos diversos sistemas de traçabilidade que uma organização pode implementar para levar um controle de inventários do material certificado RTRS, quer sejam grãos de soja ou seus diversos subprodutos. É aplicável ao longo de toda a cadeia de suprimento e é obrigatório para aquelas organizações que queiram receber, processar e comercializar soja RTRS.

A RTRS oferece três sistemas de cadeia de custódia para assegurar a traçabilidade da soja certificada RTRS

Nos sistemas de Balanço nacional de materiais e Balanço de massa (do local), ao longo da cadeia de suprimento, a soja certificada RTRS mistura-se com a soja não certificada RTRS. No caso da Segregação, a soja certificada RTRS se mantém separada da soja não certificada.

Os operadores certificados pela RTRS podem agregar sistemas de contabilidade de balanço de massa de vários locais físicos como um sistema único de contabilidade de balanço de massa em nível nacional.

O estabelecimento A e o estabelecimento B usam um sistema de contabilidade comum segundo o qual os volumes totais de soja ou derivados certificados RTRS que ingressam na sua unidade, entregues por qualquer um dos dois estabelecimentos, correspondem-se com os volumes totais de soja ou derivados certificados RTRS que ingressam a ambas as  unidades (100t+50t=50t). Qualquer um dos dois estabelecimentos pode entregar o volume total de soja ou derivados certificados RTRS disponível, por exemplo, se o estabelecimento A entrega 150 t de soja ou derivados certificados RTRS o estabelecimento B não pode fazer nenhuma entrega; se o estabelecimento A entrega 110 t, o estabelecimento B pode entregar 40 t, etc.

Cada transação que der lugar à transferência física da soja ou de produtos derivados da soja, de um operador econômico para o seguinte será registrada na Plataforma de Comercialização até chegar ao usuário final.

Os operadores têm sistemas de contabilidade separados; isso lhes permite garantir que os volumes de soja certificada RTRS entregues ou dos produtos derivados correspondam aos volumes de soja certificada RTRS ou dos produtos derivados que entram na sua unidade.

A soja de um ou mais estabelecimentos ou locais certificados RTRS pode misturar-se com a soja não-certificada, sempre que o processo de mistura for realizado de forma controlada.

A soja de um ou mais estabelecimentos ou locais certificados RTRS pode misturar-se com a soja não-certificada, sempre que o processo de mistura for realizado de forma controlada.

Cada transação que der lugar à transferência física da soja ou de produtos derivados da soja, de um operador econômico para o seguinte será registrada na Plataforma de Comercialização até chegar ao usuário final.

100% Soja RTRS. A soja de um ou mais estabelecimentos certificados RTRS se mantém fisicamente separada de outros estabelecimentos que possuem soja não-certificada.

Alcance para material físico certificado RTRS.

Desde 2011, a RTRS oferece a certificação de soja não-OGM e aplica-se aos produtores e a toda a cadeia de suprimento. A organização realizará ensaios semiquantitativos PCR (Reação em Cadeia da Polimerase) em tempo real para validar a identidade OGM dos materiais de soja que recebe, e da soja que fornece aos estabelecimentos, quando a organização cultivar soja. O laboratório que fizer os ensaios semiquantitativos para determinar a presença de DNA OGM em nome da organização deverá ser competente para realizá-los. Os laboratórios que fizerem ensaios PCR devem estar acreditados por um Órgão de Acreditação reconhecido para poder realizar tais ensaios.

Cada transação que der lugar à transferência física da soja ou de produtos derivados da soja, de um operador econômico para o seguinte, será registrada na Plataforma de Comercialização até chegar ao usuário final.

A Comissão Europeia criou a Diretriz de Energias Renováveis (EU-RED) que regula as importações para a União Europeia de matéria-prima (como a soja) para a produção de biocombustíveis. As normas estabelecidas referem-se os requisitos para alterações no uso da terra, cálculos de Gases do Efeito Estufa (GEE) e traçabilidade, e determinam se essas matérias-primas são sustentáveis.

Os anexos RTRS EU-RED para biocombustíveis contêm os requisitos da diretriz EU-RED e garantem que os produtores possam exportar soja a qualquer estado membro da União Europeia como matéria-prima para biocombustíveis.

O que é a Plataforma de Comercialização?

A plataforma de rastreabilidade e registro de transações de materiais certificados RTRS (“Plataforma de Comercialização”) é uma ferramenta online e de alcance global que a RTRS disponibiliza aos atores da cadeia de valor da soja sustentável.

• As transações de créditos RTRS são registradas independentemente do fluxo físico.
• No caso do material físico RTRS (Balanço nacional de materiais, Balanço de massa ou Segregação), são registradas as transações de soja física.

Como funciona a Plataforma?
Quem pode solicitar ser usuário da Plataforma de Comercialização?
Membros da RTRS

Os Membros da RTRS são usuários de uma plataforma sem ter que pagar tarifas adicionais.

Conheça os benefícios de ser membro da RTRS

Não membros da RTRS

As organizações que comprarem material RTRS podem solicitar serem usuários da plataforma pagando uma tarifa anual*.

* Tarifas anuais:
A – Organizações que adquirem menos de 1.500 t por ano: 100 €
B – Organizações que adquirem mais de 1.500 t por ano: 500 €

Como adquirir material certificado RTRS

Conheça as opções para realizar operações de comercialização na Plataforma de Comercialização.

Opções para adquirir créditos RTRS

Em todos os casos, as duas partes devem ter uma conta na Plataforma de Comercialização e nome de usuário e senha ativos.

Dentro da Plataforma de Comercialização, as opções são:

1. A organização interessada em adquirir créditos entra em contato com os produtores e acordam um volume e um preço.

2. O possuidor do crédito faz uma oferta à organização diretamente na Plataforma de Comercialização.

3. A organização recebe um e-mail para confirmar a operação, entra na Plataforma de Comercialização e aceita a oferta.

4. Os créditos são transferidos para a conta da organização que comprou os créditos

Os trâmites de faturamento e pagamento entre o comprador e o vendedor são feitos fora da plataforma.

Comércio cego (anônimo)

A. OFERTA DE COMPRA (iniciada pelas organizações que adquirem os créditos).

1. A organização faz uma oferta para adquirir créditos (volume e preço).
2. Envia-se um alerta a todos os proprietários de créditos RTRS.
3. O primeiro possuidor de créditos a aceitar a oferta de compra é quem fecha a transação.

B. OFERTA DE VENDA (iniciada pelos donos de créditos).

1. O possuidor dos créditos faz uma oferta de créditos (volume e preço).
2. Envia-se um alerta às organizações que adquirem créditos.
3. Aorganização que aceitar primeiro a transação recebe a transferência dos créditos na sua conta.
4. O Secretariado RTRS facilita o contato entre as partes para completar a transação.

Para adquirir material físico certificado RTRS utiliza-se a opção Comércio direto.

As organizações que oferecem ou adquirem material físico certificado RTRS (Balanço de massa ou Segregação) realizam uma oferta direta, prévio acordo de volume e preço entre as partes.

As organizações que comercializam material físico certificado RTRS devem registrar cada operação na Plataforma de Comercialização assegurando assim a traçabilidade do material físico.

Os estabelecimentos certificados conforme o Padrão RTRS de Cadeia de Custódia devem possuir uma conta na Plataforma de Comercialização. A organização vendedora transferirá o volume do material certificado ao estabelecimento indicado.

Uso do logotipo da RTRS

Demonstre seu compromisso e apoio à produção de soja responsável.

Utilize o logo RTRS para comunicar:
► Aquisição de créditos RTRS
► Aquisição de material físico RTRS
► Que você é membro da RTRS

As organizações devem realizar declarações anuais relativas a seu apoio àprodução de soja responsável na Plataforma de Comercialização.

Antes de fazer sua declaração, consulte a Política sobre Uso do Logotipo e Declarações RTRS

Para compradores de crédito:

Para compradores de material físico certificado RTRS:

Calcule sua pegada de soja

A calculadora de pegada de soja RTRS* é uma ferramenta que permite que as organizações calculem sua pegada de uso de soja e compensar o impacto adquirindo uma quantidade equivalente de material RTRS.

Atualmente, esta ferramenta está sendo revisada e atualizada, e será substituída por uma nova versão.

*A Calculadora de pegada de soja RTRS foi desenvolvida pela Soy Coalition e a RTRS, com a colaboração da Universidade de Wageningen.

Este site usa cookies para deixar a sua experiência de navegação mais eficiente e agradável.
Leia a nossa Política de Privacidade e Cookies para saber mais detalhes. Ao clicar em "concordar", presumimos que você permite o uso desses cookies.